hgh dose
Gavea Golf Country Club Fachada Sede Fachada Sede

Tour Juvenil: Andrey Xavier e Meilin Hoshino vencem no Gavea Golf


O gaúcho Andrey Xavier venceu de ponta a ponta a 3ª etapa do Tour Nacional Juvenil, encerrada no último domingo, dia 7. A edição do principal circuito nacional para jovens golfistas realizada no Gavea Golf & Country Club terminou ainda com o título da paulista Meilin Hoshino, no feminino.

Andrey, do Belém Novo, sobrou na turma desde a estreia, quando fez a melhor volta da competição, com 65 (-4) tacadas. No sábado, ele jogou 67 (-2) para ampliar a vantagem na ponta e terminou a volta de domingo com 70 (+1), totalizando 202 tacadas, contra 219 do paranaense Arthur Locoman, do Curitibano, que fez parciais de 75, 73 e 71 tacadas.

Entre as meninas, Meilin Hoshino, do São Paulo, que não tinha feito uma boa estreia, reagiu no sábado para assumir a liderança que manteve até o final. Ela foi campeã com 233 tacadas, voltas de 82, 75 e 76, seguida de perto pela carioca Manoela Barcellos, do Campo Olímpico, que encerrou sua participação com 235 tacadas, parciais de 88, 75 e 72.

Premiados – Na classificação exclusiva dos juvenis (16 a 18 anos), Andrey e Arthur repetiram as colocações do geral. O baiano Tomas Ribeiro, do Terras de São José, completou o pódio em terceiro. Na pré-juvenil (14 e 15 anos), o paulista Marcos Park, do Paradise, foi o campeão, seguido pelo gaúcho Wesley Bairros, do Livramento, e o paranaense Renato Filho, do Curitibano. Na disputa de 12 e 13 anos, vitória do paulista Pedro Miyata, do São Fernando, seguido pelo paranaense Matheus Moretini, do Curitibano, e o paulista João Pedro Bosseto, do Paradise. Já na categoria até 11 anos, o gaúcho Bernardo Brezolin, do Dunas, ficou no primeiro lugar.

O pódio feminino juvenil teve Manoela em primeiro, com a paulista Samire Oliveira, do Arujá, em segundo; e a fluminense Maria Canano, do Petrópolis, na terceira colocação. Na categoria pré-juvenil Meilin Hoshino levou o troféu de campeã seguida pela paulista Marina Nonaka, do Arujá, e pela paranaense Isabela Franceschi, do Alphaville. Entre as participantes até 13 anos, vitória da gaúcha Martina Collares, do Porto Alegre, seguida pela fluminense Keylla Cristiane, do Japeri.

A 3ª etapa do Tour Nacional Juvenil, válida para o ranking nacional e o ranking mundial, contou com a organização da Federação de Golfe do Estado do Rio de Janeiro e o apoio do Gavea Golf e da Confederação Brasileira. A hospedagem oficial ficou por conta do Novotel – Barra da Tijuca.

CLIQUE AQUI e acesse a página com os resultados completos.

Buenaventura Classic: Rafael Becker fica em sexto e pontua no ranking olímpico


O brasileiro Rafael Becker ficou em sexto lugar no Buenaventura Classic e pontuou para o ranking olímpico e o ranking mundial (WAGR) – ele marcou 1,2 ponto e alcançou a posição de número 1038. Alexandre Rocha foi o 35º colocado. O torneio, disputado no clube Rio Hato, no Panamá, marcou o início de mais uma temporada do PGA Tour Latino América.

Assim como todos os golfistas que participaram da etapa, os brasileiros sofreram com os ventos de mais de 40 km/h no Panamá. Becker fez um total de 284 tacadas, voltas de 73, 72, 68 e 71. Já Rocha fechou o torneio com 292, parciais de 75, 72, 68 e 77 tacadas.

Além de Becker e Rocha, Rodrigo Lee e Felipe Navarro disputaram o torneio, mas não passaram o corte. O campeão da etapa foi norte-americano Jared Wolfe, com 275 (66, 68, 71 e 70), -13 no total. Vale lembrar que a corrida por uma vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio começou em 1º de julho de 2018 e segue até 22 de junho de 2020.

CLIQUE AQUI e confira os resultados completos do Buenaventura Classic.

Confederação Brasileira anuncia sedes para os principais torneios amadores do país


A Confederação Brasileira de Golfe anunciou na última semana os campos que receberão os principais torneios nacionais amadores. O 89º Amador do Brasil será disputado no Campo Olímpico de Golfe, no Rio de Janeiro (RJ), de 4 a 7 de julho, e o Amador Juvenil e Pré-Juvenil no Clube Curitibano, em Curitiba (PR), de 24 a 26 de julho.

Um dos principais campeonatos da América do Sul e o mais antigo e tradicional do país, o Amador de Golfe do Brasil é válido para o ranking nacional e o ranking mundial. Neste ano, além da 12ª Taça Mario Gonzalez, no masculino, terá a 1ª Taça Elizabeth Nickhorn, no feminino.

Gavea Golf será o palco da 3ª Etapa do Tour Nacional Juvenil


Estão abertas as inscrições para a 3ª Etapa do Tour Nacional Juvenil, principal circuito para jovens golfistas do Brasil, que acontecerá entre os dias 5 e 7 de abril, sexta a domingo, no Gavea Golf.

A modalidade do jogo será Stroke Play, em 54 buracos, sendo 18 por dia, com validade para três rankings: fluminense, nacional e mundial (apenas para golfistas da categoria A – masculino/feminino).

Mais informações estão no PROGRAMA OFICIAL no site da Federação de Golfe do Estado do Rio de Janeiro. Lá também é possível acessar a ficha de inscrição online e garantir vaga!

A 3ª Etapa do Tour Nacional Juvenil conta com o apoio da Confederação Brasileira de Golfe (CBG).

Torneio Beneficente em prol do Projeto Japeri no Gavea Golf


O III Torneio Beneficente Japeri Golfe foi realizado nesta sexta-feira, dia 22, no Gavea Golf & Country Club, na capital (RJ), com a participação de 68 golfistas.

O título ficou com a dupla formada por Arlindo Borges e Sérgio Pinto. Carlos Varella e Bernardo Klabin terminaram com o vice-campeonato, seguidos por Ricardo Saad e Jefferson Klock.

A edição contou com diversos apoiadores: Gavea Golf & Country Club, Granado Pharmácias, Nathalie Guerra, Basílio Advogados, Fradíssimo Hotel, Valor Café e Campo Olímpico de Golfe.

Toda a verba arrecadada será destinada à Associação Golfe Público Japeri, que administra o primeiro campo de golfe público do Brasil, o Japeri Golfe, e também gere a Escola de Golfe de Japeri, um projeto social que transforma vidas, oferecendo a quase 100 crianças, anualmente, o convívio em um ambiente saudável, de educação e cidadania através do esporte.

Alexandre Rocha é campeão de etapa do Tour Profissional do México


O brasileiro Alexandre Rocha conquistou no último sábado, 16 de fevereiro, o título da Copa Prissa, disputada no Club Campestre de Puebla, no México, etapa do Circuito de Golfe Profissional Banorte.

A vitória na etapa do circuito mexicano foi alcançada com 205 tacadas, 11 abaixo do par, com voltas de 71, 66 e 68 tacadas. O vice-campeonato, duas atrás de Rocha, ficou com o mexicano Cristian Romero, que somou 207 tacadas.

Segundo o Portal do Golfe, Rocha contou com a ajuda financeira de Rodrigo Lacerda Soares Filho, o Lilica, amador de ponta do Brasil por muitos anos, que hoje mora na Suíça. “Infelizmente continuo sem patrocínio e o Lilica, grande amigo de vários anos foi quem me bancou para jogar esse torneio no México”, conta Rocha.

Alexandre Rocha tem o cartão para a temporada do PGA Tour Latinoamérica de 2019, que começa no final de março, e usará o prêmio de 1.6 milhões de pesos mexicanos (US$ 80 mil) para disputar as primeiras etapas. A missão de Rocha neste ano é buscar pontos no ranking mundial que o levem de volta ao Web.com Tour e ao PGA Tour.

Felipe Navarro garante vaga no PGA Tour Latinoamérica


O profissional brasileiro Felipe Navarro terminou na 6ª colocação da seletiva para o PGA Tour Latinoamérica, encerrada nesta sexta-feira, dia 1, no Campo Olímpico de Golfe, na Barra da Tijuca (RJ). O excelente desempenho nos quatro dias de competição garantiu a Navarro um dos 10 cartões para o primeiro semestre da temporada 2019 do circuito de acesso ao Web.com Tour.

Felipe, filho do profissional Rafael Navarro, somou 280 (-4) tacadas, com voltas 67, 69, 74 e 70 tacadas. Apenas o primeiro lugar da seletiva, o norte-americano Patrick Flavin, que somou 273 (-11) com parciais de 66, 68, 70 e 69 tacadas, recebeu o cartão integral do ano. Os dez seguintes, incluindo Navarro, estão isentos para todo o primeiro semestre e dependerão de boas colocações para continuidade no circuito.

O PGA Tour Latinoamérica chega ao oitavo ano com uma novidade: o Bupa Match Play, de 27 de maio a 2 de junho, fechando o semestre e restrito aos sessenta primeiros do ranking de prêmios e mais quatro convidados, em Playa Del Carmen, no México, competição em match play com chave eliminatória.

Campo Olímpico recebe torneio qualificatório para o PGA TOUR Latino América


O Campo Olímpico de Golfe, localizado na Barra da Tijuca (RJ), será sede do torneio qualificatório para o PGA TOUR Latino América, um dos principais circuitos profissionais do mundo, de 29 de janeiro a 1º de fevereiro.

Os 35 primeiros colocados e empatados no QSchool conquistarão algum tipo de acesso aos campeonatos da temporada 2019 do PGA TOUR Latino América. O primeiro colocado terá direito a um cartão de entrada total no circuito. Do segundo ao 11º ganharão cartão para a primeira metade da temporada. E do 12º ao 35º (e empatados) receberão um cartão condicional para a primeira metade da temporada.

Além do Campo Olímpico do Rio, o PGA TOUR Latino América tem outras três etapas de QSchool em 2019: Mission Inn Resort and Club, em Howey-In-The-Hills, Florida (realizado de 8 a 11 de janeiro); Estrella del Mar Golf & Beach Resort, em Mazatlan, México (realizado de 22 a 25 de janeiro); e Canuelas Golf Club, em Buenos Aires, Argentina, simultânea com a etapa do Rio de Janeiro.

Confederação Brasileira divulga os critérios de convocação para 2019


A Confederação Brasileira de Golfe publicou em seu site os novos critérios de convocação para torneios amadores, válidos para 2019. Uma das mudanças é que foram definidas as datas prováveis de convocação considerando resultados após alguns torneios específicos, além da inclusão de alguns itens nas obrigações dos atletas e o ganho de importância do ranking mundial amador.

Com objetivo de aprimorar tecnicamente a prática do golfe, promovendo a competitividade dentro do espírito desportivo e de critérios técnicos definidos, o documento tem regras gerais válidas para os principais torneios amadores internacionais como os torneios de seleções da Federação Sudamericana de Golfe, além de algumas especificidades. As gerais são:

  1. Estar competindo regularmente em uma capacidade representativa para o Brasil, e desta forma, ser reconhecido como membro atual do grupo de atletas da elite da CBGolfe;
  2. Honrar sua palavra, comportar-se dignamente, com respeito e cordialidade durante treinamentos, competições, viagens e eventos. Ajudar a desenvolver uma imagem favorável e positiva do esporte, através da adoção de elevados padrões de comportamento;
  3. Obter e manter o melhor nível possível de saúde e aptidão física necessárias para uma performance consistente como um atleta de alto rendimento;
  4. Concordar que a CBG tem o direito de utilizar e reproduzir o nome do (a) atleta, imagens e informações biográficas relacionados com o Programa de Rendimento e Alto Rendimento.
  5. Atender em tempo hábil as solicitações feitas pelo departamento técnico e administrativo;
  6. Atender a todos os pré-requisitos para a sua elegibilidade/convocação, bem como exemplares comportamentos dentro e fora de campo;
  7. Abster-se do consumo de álcool, tabaco, drogas ou qualquer substância proibida em campos de treinamento, campeonatos e eventos nacionais e internacionais e quando estiver utilizando o uniforme da equipe. Além disso deverão seguir as determinações e solicitações da Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD) e da World Anti-Doping Agency
    (WADA);
  8. Seguir o Código de Conduta da CBGolfe.

Já estão em vigor as atualizações nas regras do Golfe


As atualizações das regras do Golfe, que foram publicadas pela R&A e USGA em meados do ano passado, entraram em vigor no dia 1° de janeiro de 2019. A Federação de Golfe do Estado do Rio de Janeiro, através de sua página oficial, disponibiliza a versão atualizada do livro Regras do Golfe – Edição dos Atletas, em português: CLIQUE AQUI e tenha acesso gratuito ao arquivo.

Confira abaixo uma lista com 21 importantes mudanças nas regras do esporte:

1. Medindo a área de drope: utilizando o taco mais comprido da bolsa, exceto putter;
2. Bola dropada tem que ficar na área de alívio;
3. Bola dropada tem que ser feita na altura do joelho;
4. Opte por dropar a bola fora do bunker – duas tacadas de penalidade;
5. Bola deslocada na sua busca – recoloca sem penalidade;
6. Bola enterrada: alívio sem penalidade na área geral;
7. A bola atinge um jogador da equipe sem intenção – sem penalidade;
8. Dois toques na bola – sem penalidade, só se conta uma tacada joga como encontrar;
9. Tocar na areia sem intenção no bunker – esta permitido, sem penalidade exceto taco antes ou depois da bola;
10. Impedimentos soltos podem ser retirados na área de penalidade e no bunker;
11. Tempo de procurar a bola foi reduzido de 5 para 3 minutos;
12. Hazard de água – passará a se chamar ‘Área de penalidade’;
13. Encostar o taco na área de penalidade – sem penalidade;
14. A bola se mova no green depois de ser marcada – recoloca sem penalidade;
15. A bola desviada acidentalmente no green – sem penalidade;
16. Todo dano feito ao green pode ser reparado;
17. Não há penalidade se a bola tocar a haste da bandeira no buraco;
18. A bola que está apoiada contra a haste da bandeira é considerada bola embocada se qualquer parte da bola estiver no buraco abaixo da superfície do green;
19. Proibido fazer stance em um green errado;
20. Não é permitido posicionar um taco para alinhar a direção,
21. Não é permitido que o caddie permaneça na linha de jogo ao jogador tomar stance.

← Previous PageNext Page →